quarta-feira, dezembro 26, 2007

Castelo de areia vira edifício


Bom, hoje vou aproveitar este espaço para colocar um ponto de reflexão sobre a vida... não sei quantos de vocês fazem um "balanço do ano" e refletem sobre tudo que aconteceu, o que querem continuar no ano que vem e o que aprendeu com o que deseja superar neste ano que termina.

Algumas pessoas ficaram surpresas quando falei que foi um ano muito bom, vi olhos arregalados, alguns até um pouco raivosos pois não consideram que o seu ano foi tão bem.

Vou dar créditos e copiar aqui um artigo da revista idéias deste mês que trouxe uma página sobre o Psiquiatra Içami Tiba, já vi diversos artigos e visões sobre o que é a felicidade, o sucesso é ser feliz, o segredo do sucesso... "o segredo" enfim... sou um cara bem racional, e gostei do que li, segue:
"Castelo de areia vira Edifício" - Içami Tiba
" A Felicidade total não existe. Ser feliz é aprender a superar a frustração e avaliar a vida pelos 80% de satisfação "
O que você faria se ganhasse a Mega Sena?

Este devaneio que lhe traz uma sensação gostosa, quando organizado, vira sonho que, planejado, se transforma em realidade.Mas você jogou? Se sim, sua chance é de um entre 50 milhões de apostadores.

Se não, tudo vira areia...

Devaneia-se ser rico, imagina de quanto você vai precisar... Se o teto for tão alto que seria humanamente impossível você atingir, você fracassará. Não perca tempo com o impossível. Atinja um piso baixo e daí amplie seus horizontes.

Atinja também outros objetivos, como férias, ascensão profissional, curtir mais a mulher e os filhos, frequentar academia etc. Os caminhos são bem próximos.

Transforme seu sonho em projeto, com objetivo e metas, colocando prazo em tudo. Sem prazo, perde-se o objetivo.

Não compre nada por impulso. Assim já se separa o essencial do supérfulo. Venda ou troque por benefícios o que não lhe serve mais. Ser simples é sábio.

Seja mais competente em tudo, poupando tempo e material. Use esta economia para produzir algo que o mercado consumidor queira. O comum, todos fazem. Faça algo diferente ou melhorado que se destaque para o ganha-ganha. Funcione como uma micro empresa dentro de uma grande empresa.

Com tudo isso, além de ser promovido, os concorrentes pagarão pelo seu passe. Você subirá mais em menos tempo.

Tirar férias mede a sua competência. Vender férias é falha de planejamento econômico. Antes de ficar rico, tire férias. Nada paga a sua qualidade de vida. Férias são a base do edifício, a transformação de grãos de areia em concreto.

Filhos e família são investimentos a longo prazo. Você precisará deles um dia. Garanta a companhia deles na velhice, bem melhor do que viver em asilo.


A felicidade total não eiste. Cada grupo ou cada pessoa têm 80% de satisfação e 20% de insatisfação. Ser feliz é aprender a superar a frustração e avaliar a vida pelos 80%. Felicidade não se compra, nem se aluga, nem se herda. Constrói-se dentro de cada um. Preparemo-nos pois no Brasil de hoje existe muita areia no chão dos castelos sonhados e devaneados desmanchados pelo caminho, "pelas dificuldades da vida".

Precisamos de mais edifícios construídos que permitam aos seus moradores uma excelência em qualidade de vida.

Dr. Icami Tiba, psiquiatra e educador, autor de 21 livros. - Extraído da revista idéias - ano 2, n. 14, pag. 50
Esta é o meu convite a reflexão... de vez enquando eu posso né? Tô bem... esse ano fecho nos 90%... nem quero mais se meu ano for perfeito é porque não enxerguei qualquer pedra para aprender com ela no meu caminho! Foi um ótimo 2007 !

segunda-feira, dezembro 24, 2007

É natal

É natal!!


Momento de refletir sobre a doutrina cristã e o nascimento daquele que amou o mundo e deu a vida pela humanidade!!


Feliz Aniversário Jesus!




Em um mundo de tanta guerra, impaciência e ódio, odeie seu ódio... odeie a guerra e odeie a impaciência.


Eu quero paz, paz na vida... no transito, na televisão, em israel, na palestina, no Rio, em SP, no Brasil, nos EUA, até pros Argentinos... paz para todos, paz em seus corações.

É o meu desejo para presente neste natal, eu quero paz!

Feliz Natal a todos!

uhuu.. Birthday!


Cheguei aos 25...

Apesar dos poucos cabelos, não me sinto velho... tão pouco sábio ao ponto de dar conselhos...

Porém com minha idade, com minha origem, me considero um vencedor. Esse ano foi um ano muito bom, de muitas alegrias e muita luta, isso dá ainda mais sabor de vitória em minha vida.

Mais uma vez só tenho a agradecer, a Deus e a minha família, claro que sem meus amigos, que tanto me ajudam, me amparam não estaria aqui...

Soprei as velhinhas e fiz um desejo... que o ano que vem seja ainda melhor!

quinta-feira, dezembro 20, 2007

Queimada Grande




Semana punk, correria, stress, festa de final de ano, ressaca, cansaço, casamento de amigos... merecia um prêmio...


O despertador rasgou o silêncio da noite as 5:30 da manhã, tinhamos ido dormir as 2... , previsão do tempo era sol, tudo arrumado, 5:40 já estavamos prontos. 5:50 dentro do carro e saindo... abastecemos e descemos a serra... o Yuri foi dirigindo, encontramos o Kauê no meio do caminho, que legal... foi uma surpresa irmos todos.

Descemos a serra e chegamos rapidamente a marina, já estavam todos lá, marcão, Katia, lorenzo, cinthia, e nós, esbaforidos, carregando nossas coisas, engulimos um reforçado café da manhã, já tinhamos começado a comer no caminho, particularmente deixei o discurso de macho de lado e tomei um dramim....

Pega tudo, experimenta as coisas, carrega pro barco, paga... sai correndo, num demora.. um discurso de stress no barco e a despedida de 2007.

Dentro da lancha pacific, todos a bordo... uhuuu... disseram que a visibilidade estava ótima ontem... beleza, vamos nessa... o céu é só uma promessa estamos nessa e vamos nessa direção... papos sobre o tempo, todos falaram que ia abrir, mas até o momento não tinha nada de sol...

Desci pra cama dentro da lancha e capotei... fui dormindo a maior parte do caminho, quando acordei, quem tomou dramim tava bem, quem num tomou tava azedo(a)... eu agradeci por ter tomado antes... mais meia hora a acordado e chegamos a ilha das cobras, ou Queimada Grande como é conhecida no mundo do mergulho.

Vários barcos de pesca, nem aí para nossa presença ali, apesar de ser perto da laje não é patrimonio e a pesca é permitida.

Foram duas horas de meia de barco até lá e a expectativa era grande.

Ajeitei o equipamento e pumba caí na água, fizemos um mergulho em 4 Yuri, eu... a Sá e a Dani. Foi legal, descemos no naufrágio Tocantins, afundou em 1963, ou 68, não se recorda o marcão.


Assim que descemos apanhei para acertar a flutuabilidade e fiquei parecendo um ioiô, quando me acertei, já tinha ido 100bar pro saco. Chegamos ao tocantins... Passamos pela caldeira, pelos motores, foi lindo... mas tinha pouca vida, poucos peixes, mas tinha budião, Frade, donzelinha... bacana, visibilidade de 20 metros, o que está lindo para a costa de SP.Na parte funda, as meninas não vieram, o ouvido da Sá pipocou e ela não veio, desci com o Yuri, demos a volta no naufrágio... curtição, vacilei e iii.. o ar tá acabando... voltamos, subi com 10 bar... tomei um ralo do marcão, ouvi um discurso da Dani, o mínimo aceitável é 50, se acontece alguma coisa você já era... bla bla bla.. eles tinham toda a razão, mas eu queria curtir o mergulho pô... aquele naufrágio estava lindo.

No Intervalo de superficie a Sá estava grogue, tomou um plasil pro enjoo... e derrubou ela, que amarelou pro segundo, detonei uns lanchinhos e a lancha de uma voltinha na ilha... daqui a pouco, pumba de novo, estamos na água, desta vez desci já preocupado com o Ar... acertei a flutuabilidade de cara, o que me fez economizar o ar... fomos dar voltinha, cada formação rochosa linda, cada cardume bacana, bem mais vida que no primeiro mergulho... foi show... curtimos pra caramba. Budião, vários coloridos...Estava tranquilão, a Dani achou uma moréia bacana, roxa com pintinhas brancas... muito legal... ela saia da toca e mostrava os dentes... eita bicho feio... o Yuri ficou preocupado com meu ar (que estava economizando pra caramba), me chamou tentei sinalizar que ainda tinha 150, não consegui, mostrei o manometro, ele entendeu... tinha mais ar que ele, que já é profissional... fiquei feliz, minha economia estava danto certo...Mais algumas voltas, e a Dani se agitou... fui ver o que era... ela tinha avistado um caragueijo, mas quando cheguei ela derrubou o lastro e tive que socorrê-la... ela subiu feito uma bexiga... peguei o lastro e tentei nadar até o Yuri, nada... enchi o colete e fui capengando, reparei no ar, 110 bar... pedala, pedala, pedala, e quase nada de sair do lugar, nossa. como aquele troço pesava...

Enfim, cheguei ao Yuri, ele olhou pra mim e perguntou, é seu? Respondi não, é da sua namorada, ele entendeu que sinalizei que era dele... viu que o dele estava na cintura... nao entendeu, apontei pra Dani que parecia um sapo lá na superfície, ele pegou o lastro e foi até ela... até prender e amarrar, descemos novamente, já estava com 80 bar, e na rota de volta ao barco...

Paramos embaixo do barco e subi com 60bar... ufa... mostrei orgulhoso o manometro pro

Marcão, que tinha aprendido a lição.


Mergulhei igual gente grande... fiquei feliz quando me elogiaram, que fui mais que 10, fui 20 no segundo mergulho... eu era só sorrisos.

Mais alguns lanchinhos e voltamos, duas horas e meia, fiquei batendo papo com o Kauê na proa do barco até chegarmos, cheguei quadrado a são vicente... embora não tivesse sol, quando cheguei, estava muuuuuuito queimado, vermelho pimentão, triste.. minha careca estava ardendo muito.

Voltei no carro do Kauê, em 10 min conversando eu capotei, dormi até a hora que ele encontrou a Isadora, passei pro banco de tras e dormi novamente, acordei na hora da Pizza, foi legal... batemos papo como nos velhos tempos, pizza boa, massa fina e bem passada... show...

Mergulhar é bom, mas precisa de boas companhias, e desta vez eu tive!

Fui !

Essa foto aí é do naufrágio Tocantins que fizemos, mas o crédito da foto não é da nossa turma não é do site: http://sites.mpc.com.br/luciano/queimada.htm

quarta-feira, dezembro 19, 2007

Cara de sorte



Dizem que a felicidade não é chegar lá... que é a maneira como encara o caminho até "lá"!
Bom, essa casinha aí vai estar lá um dia, e estou escolhendo acompanhar de perto esse caminho aí, cada tijolo, cada dia, meu sorriso fica mais largo e a casa mais alta.

Tenha certeza que quando o objetivo é alcançado recebemos muitos tapinhas nas costas, ouvimos muitos comentários... é esse aí teve sorte na vida...

Vamos falar sobre sorte, acordar 5:30 da manhã todos os dias e ir trabalhar sorrindo é sorte, pois muita gente vai reclamando.

Agradecer a Deus cada vitória é sorte, trabalhar duro o dia todo, e estudar a noite para melhorar seu próprio trabalho é sorte... conseguir pagar o boleto todo mês, adivinha, é sorte!

Ter você como visitante do meu blog, amigo, alguém que torce por mim, etc... é sorte!!

Enfim, sou um sortudo e feliz filho de Deus! Eu coleciono vitórias!

:)

Obrigado Senhor por toda a sorte e alegria que tenho.

Obrigado por cada tijolo que tem nessa obra aí, pois só é possível por toda sorte que planto, toda sorte que me permite lutar!
Leandro SORTUDO Marçal

segunda-feira, dezembro 17, 2007

Laje de Santos


Pensando no mergulho do último fim de semana, lembrei que não tinha postado aqui o relato sobre o mergulho da laje de santos...
Por aí vamos:

Era dia 03 de novembro, sábado após o feriado de finados, o tempo estava um pouco frio. No dia anterior (dia 2 feriadão) fui dormir pra lá de meia noite...
O silêncio da noite fora quebrado as 4:30 pelo barulho do despertador, tudo estava pronto, tudo certo, tudo combinado... pulei da cama, sai de fininho para não acordar ninguem. Um beijo na namorada, um abraço morno e com a mala nas costas entrei no carro.

Estarrecido, ancioso... mergulhar na laje, todos recomendaram cautela, a correnteza, o vento, a falta de espaço no barco para um cara grande...
Desci a serra com a companhia do Sir Renato russo... Hoje a noite não tem luar... eu estou sem ela.. já não sei onde procurar... serra abaixo... assim que cheguei a São Vicente o dia estava amanhecendo, assisti o nascer do sol na praia, com garoa, frio e com sono, foi bonito assim mesmo.
Lá na marina Tune II em São Vicente, já estavam se preparando, claro eu também, tá certo que cheguei um pouco cedo, antes até da tia do café... como era muito cedo mesmo, fui me apresentando e perguntando, até conhecer o Luiz, dono do barco Biroska. Até então era somente um contato, pois iria embarcar na Pacific (depois acabei embarcando no biroska porque a Pacific num deu Quorum minimo).
Enquanto me escondia da garoa, pensava na vida, em como havia sido o checkout e como me tornei órfão da Deep Sea, que foi vendida para o Mr. Grace. Por um acaso estavam indo naquele feriado para um lugar que eu gostaria muito de ter ido, arraial do cabo... enfim, fiquei orfão naquela garoa, cai na real de que os bons momentos se foram, peguei somente o finalzinho, mas foram bons.

Aguardara anciosamente pela Katia e pelo Marcão, conheci a Katia e peguei meus equipamentos enquanto o café ficava pronto, antes me fez experimentar uma roupa beeeem apertada que não serviu até pegar a do tamanho correto. Ajudei a levar tudo para a doca, foi quando descobri que iria embarcar na biroska, em seguida chegou o marcão, com seu sorriso maroto, e a expectativa de um bom mergulho, a água está roxinha, quem foi ontem falou que está jóia...

Quando a lancha saiu ainda me ambientando e morrendo de frio, seguimos rumo a laje, 1 hora e meia de água numa lancha rápida, com direito a muito bate-papo e histórias de mergulhador, no caminho... tan-tan-tan-tan... um tubarão... putz, quase chegando a laje e avistamos um tubarão, já tinham me avisado que não havia problemas que megulhando estavamos inseridos no meio natural e não eramos parte da cadeia alimentar do bicho, etc. etc.. mas a verdade é que fiquei borrando de medo.

Assim que chegamos a laje o monitor, Berg... fez um discurso, que era um lugar de preservação pra num levar nada do mar, etc.. ettc.. ok, ok, ele terminou o discurso, e já ouvia o "se equipa, se equipa" - "vai pra água, corre pra água"... cai na água equipado (eu sempre prefiro me equipar na água), mas como já estava enjoado, porque o mar estava bravo e me sentia boiando na água do liquidificador dentro da lancha, cai logo na água... frio pra kct, e eu nem aí... o enjoo estava melhorando.

Trecho sobre o Mar: Quando saimos da costa na marina o mar estava "liso" e sem ondas, ficamos até na expectativa de irmos pro parcel ( um lugar que só dá pra ir se estiver bem calmo), quando entramos no mar aberto, o vento estava a sudoeste, o pior possível, e levantava ondas enormes e por isso ficou bravo quando chegamos lá...
Dentro d'agua, segurando no cabo da poita e olhando para o imenso aquario logo abaixo de mim, estava tudo lindo... eu queria descer logo... tão logo o marcão (meu dupla e mentor), caiu na água ele perguntou, como está compensando? é que a correnteza está forte - justificou, querendo já dizer, desce logo, pois se ficar em cima vai penar...

Esvaziei o colete e entrei naquele mundo maravilhoso... realmente a correnteza estava forte, fiquei bem atrás do barco, sendo que desci bem abaixo... após pedalarmos muito, chegamos ao pondo exato do mergulho na ponta da laje, o marcão sinalizou, você viu a tartaruga?? Estava doido pra ver as tartarugas da laje, tinha confessado isso... mas estava tao concentrado em não "perder" o ar que não vi... explorando aquele lugar maravilhoso, visibilidade de 20m... coisa linda... já na volta, e com 100bar no cilindro, avistei uma tartaruga enorme, larguei o marcao com o pessoal e subi em busca dela, coisa linda... era uma família... tinha uma pequenininha... ainda atrapalhada... nossa que bacana, estavam na pior parte da correnteza, e fiquei seguindo elas até ser jogado contra as pedras... me assustei, olhei no manometro menos de 80 bar, estava na hora de voltar pra perto do marcão, achei ele, sinalizei que tinha visto a tartaruga, comemoramos, e seguimos de volta rumo ao barco... 52minutos de mergulho e 50 bar no cilindro subimos rápido por causa da correnteza, lá em cima do barco comemorei...

O mar estava ainda pior, batia demais, tive que ir pra proa do barco, comer meus lanchinhos... enquando comia me sentia no "antigo la bamba do playcenter", lutei pra deixar o lanchinho dentro do lugar que havia posto, no estomago, e acreditem, foi uma missão quase impossível.
A garoa apertava e o vento piorava, nosso capitão fora informado pelo radio da marinha que não era seguro ficar lá, pois iria piorar ainda mais. Cogitamos fazer um drift, mas acabamos mesmo abortando o segundo mergulho na laje e voltando mais cedo pra casa, beleza, o primeiro e único valera a pena.

Durante a volta, ondas enormes do estilo cinematográfico, e uma chuvona de deixar qualquer um com frio na barriga... a lancha saia de lado "derrapando" nas ondas... meu Deus... viemos em comboio de lanchas... em quase 2 horas até a marina... assim que chegamos a São vicente o mar estava mais calmo... coisas do destino. Valeu muito a pena, retiramos as coisas, descansei um pouco, coloquei uma roupa seca e subi a serra comemorando.. em SP terra da garoa, sol e calor, que coisa né? Enfim... foi um puta mergulho.
Cheguei em casa, lavei os equipamentos e "capotei"...

Daqui a alguns dias relatarei o mergulho na Ilha das cobras.

abraços,

Leandro Marçal - Orfão da Deep Seea

quinta-feira, novembro 29, 2007

Louco por Ti Corinthians



Sei que a fase do time não é boa, mas mesmo assim tenho orgulho de ser corinthiano!


As vezes as pessoas me perguntam o time pelo qual torço, ao responder: sou corinthiano, muito corinthiano... algumas pessoas fazem cara de espanto... são as que não conhecem esse time e essa torcida.

E ontem meu glorioso timão perdeu a melhor oportunidade do ano ao perder pro Vasco da Gama em pleno Pacaembú,

Sofri, como torcedor fanático a cada chance desperdiçada, mas precisei bater palma pro time e pra torcida que não parou de cantar um minuto sequer, a torcida sim, foi um show a parte...
E é a essa imensa massa maravilhosa da qual faço parte que dedico o blog de hoje... porque eu também sou loucooooooo loucoooo por ti corinthiaaaaaaannssssss.

Aqui tem um Bando de louco
Gaviões Da Fiel
Composição: Indisponível

Aqui tem um bando de louco,
Louco por ti Corinthians,
Aqueles que acham que é pouco,
Eu vivo por ti Corinthians.

Eu canto até ficar rouco,
canto pra te empurrar,
vamo vamo meu Timão,
vamo meu Timão,
Não Para de Lutar!!!!!!!

Leandro Marçal - Corinthiano maloqueiro e sofredor, Graças a Deus!!

terça-feira, novembro 27, 2007

Tá Subindo


Acho que de tanto querer logo que fique pronta tá subindo... em uma semana já melhorou.. o que desperta a ansiedade da semana que vem, como será que vai estar?

Estou onde será a porta de entrada da casa... eita.. que ansiedade.. será que fica pronta logo?
A construtora é muito legal de deixar agente ficar ir visitando a obra e acompanhando de perto, isso é muito bom pra quem comprou, pois passa segurança de estar vendo acontecer o que é seu e está pagando.
Vamos lá, imaginando mais uns tijolinhos aí pra fechar o primeiro andar... hummm... pensamento positivo...
Assim que tiver novas, eu posto mais aqui!!
Leandro

segunda-feira, novembro 19, 2007

Lar... doce Lar



Tá subindo...


Meu Papai que Deus o tenha foi embora sem ter a casa própria dele.
Papai do Céu me deu uma força e devo deixar alguma coisa pra aquele que um dia há de vir nesse mundo e me chamará de papai.


Não pense que é fácil comprar uma casa própria, na Granja Viana, Jardim da Glória, e região até que é bem complicadinho... jájá vai ter o metrô vila sônia, wall mart e Shopping da Granja Viana e ficará ainda melhor... mas o lugar já é show, pra quem conhece o Kart da Granja Viana é bem perto...


O meu Peugeot 206, virou a grana da entrada com um pouco mais de ousadia eu quebraria, mas Deus sempre dá uma ajuda pra aqueles que pedem e lutam... ô filho chorão que eu sou, peço mesmo, casa, carro, comida, roupa... e agradeço sempre a Ele por me dar essas graças, por permitir que sempre esteja bem para lutar. Mesmo que o vento mude, o barco balance, sempre está lá Ele me segurando... e se o barco virar, tenho certeza que foi pra isso que ele já está me ensinando a mergulhar!! hehe...



A Cé ajudou a escolher, no fundo não tem muro, tem o parque Cemucam (guardadas as proporções uma espécie de Ibirapuera em Cotia), também influenciou, o Wanderley Gaúcho amigo-corretor também fez a parte dele, a Sá ficou com medo mas tomou um comprimido de coragem e veio na minha, e já que iamos enfiar o pé na jaca, que seja uma jaca de 3 dormitórios com corredor lateral né?... foi assim que a Cé deu a idéia... e cá estamos nós!! A casinha é no meio do condomínio.. é no meio, porque na frente passa ônibus e no fundo tem a área de laser e nunca mais quero nada perto de salão de festas.. rs.. estou sem carro, sem dinheiro e com um sorrisão na cara...



Muita alegria ainda será gerada nessa casa, minha casa, a casa da Sá, a casa da minha família, será a nossa casa, a casa da alegria, da bênção de Deus, das churrascadas, das bagunças, dos meus amigos, daqueles que sempre torceram por mim...
Pra quem quiser ver o projeto todo: http://www.geoincorp.com.br/, Vá em empreendimentos e depois San Filipi


Assim que a obra for indo vou postando mais fotos... ah quem quiser comprar alguma coisa desta construtura, recomendo os caras são muito decentes, e fale comigo, tenho ótimas indicações!!
Por favor, sem comentar da careca hein.. hehe...
[]'s
Leandro


sexta-feira, novembro 09, 2007

Colecionador de Vitórias





Pois é... o mundo dá voltas e quem é escolhido dá volta por cima.

Foi assim...

Começou bem, ficou mal, e melhorou... decolamos a área de TI, implantamos o sistema e tudo ficou show!! mas como nem tudo que reluz é ouro...A ponta do tapete levantou no mês 7... a cobra fumou e o tapete levantou... a casa caiu e em 7 dias já estava em processo seletivo para terceiro do Banco, ainda no mês 7 fui contratado, tive que pedir "licença" para fazer homologação da Citra...Terceiro-em experiência, que coisa... mas em terra de cego quem tem um olho é rei, e quem tem garra vai a luta... 1 mês depois, graças a correria e a um gestor gente boa, fui efetivado... o salário melhorou. A consultoria riu, o banco ficou feliz e eu mais ainda, de quebra o Tom ganhou um pontinho.


Eu era o terceiro mais feliz do mundo, era... por mais 2 meses...Ou falou pro outro que contou pra mais alguém que sei lá como ficaram sabendo, mas só sei que me chamaram para participar de um processo seletivo em outra área, outro prédio...

Aí como quando tem que ser será, fiz umas 200 entrevistas, 400 testes técnicos, psicológicos... ligaram pra todo mundo, desde ao colégio que estudei em 2000... até para meu ultimo emprego(e todos os demais). Referências boas, graças a Deus, sempre de cabeça erguida.

Pra não complicar meu gestor gente boa, ajudei ele e um amigo, pra quem conheceu o André (ex-mspi), tava precisando de uma força e ficou no meu lugar, o gestor gente boa não ficou na mão, e o "Magaiver" aqui... foi com fama e tudo pra outro prédio como Funcionário do Banco com um monte de benefícios e um sorrisão de orelha a orelha.

Processo ganha-ganha...Ganhou o banco com as criações do Magaiver aqui, ganhou o gestor gente-boa que teve sua vida facilitada, ganhou a consultoria que teve seu nome reforçado e um aumento no lucro devido ao aumento que conquistei, ganhou o Andrézinho que estava precisando de um help, ganhou o Magaiver que virou funcionário e ganhou o novo gestor que ficou com o Magaiver-efetivo...

Se não tivesse visto as pessoas esperando por oportunidades como essa, acharia até que é uma coisa fácil ou pra qualquer um, mas em gente aguardando como terceiro há alguns anos... e eu em alguns meses fui agraciado pelo Senhor dos senhores.

Colecionador de Vitórias, coloquei no meu msn, pois foi assim mesmo que me senti, um vitorioso.
Agora é continuar a ralar para subir... rumo ao topo, ao sucesso e a alegria, porque não se pode ser bem-sucedido e carrancudo né??

Como diz a musica... Rá-Rá-Rá-Rá-Rá mas eu to rindo a toa...

Colecionador de vitórias! Obrigado a todos que torceram por mim... Estou Feliz!!

Como diz o título deste blog... THE SURVIVOR!

terça-feira, outubro 30, 2007

A grande família




O que dizer dessa família?

Tô pra conhecer uma família tão unida como a nossa nos ultimos tempos...

Cada um com seu jeito especial de amar um ao outro, de se ajudar, o que seria de mim sem cada um de vocês?

Pense em uma amiga? Mais que mãe, irmã, qualquer coisa assim... é essa mulher, Celma, não sei o que seria da minha vida sem você, o que seria de mim sem seus carinhos?É uma doadora, se doa, de corpo e alma pra essa família, trabalhadora, incansável, vencedora, são tantos os adjetivos que não caberiam nem no dicionário para eu falar de você aqui...

O melhor sentido de irmão, sempre tentando agradar, e as vezes ainda aguenta umas porradas dos irmãos mau humorados... temos uma comunicação instantânea, quem precisa de palavras pra falar com o Jucão?Basta um olhar, já sabemos o que o outro está pensando e querendo... não pode me ver quieto que já vai me cutucando, e se eu cutuco, ainda tomo chineladas!! É ele judia de mim, igual a um irmão mais velho mesmo... rsrs...

É impressionante como nos ligamos uns aos outros, parecemos o exercito de esparta, mesmo que nossos inimigos sejam mais numerosos nossa ligação e união vencem qualquer batalha, amo vocês!

Agora temos um novo personagem que foi chegando... chegando... de mansinho, pelas beradinhas e foi ganhando espaço... sabe aquela coisa de namorado? Chega tímida, no primeiro dia, num quer nem sentar no sofá, agora... vou trabalhar e fica lá... Já abre a geladeira, faz comida, bagunça... passa trote, toma cerveja... e é mais mimada que eu, pode um negócio desse? EU!! "O CAÇULA", perder meu reinado? Pois é... essa mulher com jeitinho de menina foi levando todo mundo no papo, agora é tarde... faz parte da família já...

E eu... alguém tinha que ser chato nessa história toda, falta sempre um vilão né? Pronto agora num falta mais... dono do controle remoto, rabugento, monopolizador... mau-humorado, pentelho, é... esse cara aí mesmo... tá certo que as vezes me injustiçam, outro dia a Cé, falou que mordo ela, pode?Até parece que ia ficar mordendo alguém, sou pentelho, mas pô, sem exageros né??rsrsrs...

Que família mais querida!!

Deus me abençoou muito quando me colocou nesta família aí... essas pessoas são especiais demais pra mim, muito queridas e amadas. Tenho muito orgulho de vocês!! Vocês me fazem muito feliz, mesmo sem querer.. rsrs...


Amo vocês!


sexta-feira, outubro 05, 2007

De volta a terra de gigantes

Impossível retirar esse sorriso daí no momento da foto!


Trocamos o cilindro, remontamos o equipamento e comemos uns lanchinhos(uns por 30..rsrsrs), entre sorrisos e comemorações voltamos para baixo... outros peixes, moréias... e muito mais equilibrio estava bem... aprendi a economizar um pouco o ar... fui mais fundo um pouco e me diverti fazendo manobras malucas com pouco esforço.. nadei de cabeça pra baixo na vertical com a cara nas frestas... lindo!

Foi assim que tudo acabou... inclusive... o ar!! Fiquei impressionado como homens consomem mais ar que as mulheres, é muito mais ar... praticamente o dobro... caramba desta vez meus quase 1,90 me atrapalharam... Subi com 20 bar, marcando no manometro... ainda bem que a subida era a subida livre de emergencia o exercício da vez, soltando bolhas e aaaaaaaaaaaaaa... de volta a superfície, assim que subi meus ouvidos endoidaram, parecia que tinha uma ventania interna, mas logo a pressão voltou ao normal e ficou tudo certo, meu nariz me assustava, sangrava muito... de encher a máscara de sangue.. ai meu Deus... ainda bem que logo parou e descobri que não era nada, graças a Deus.

Dentro do barco, meio tonto, e mau humorado... preocupação com a hipotermia da Sá... e um pouco irritado com o separatismo do Mr. Grace e seus gritos de guerra dos tempos escolares... chegamos de volta a pousada. Uma ingrata surpresa, acabou a água! A Japonesada detonou o reservatório e por pouco não tivemos que encarar 9 horas de estrada com sal no corpo, mas rolou um banho embora num tenha dado pra lavar os equipamentos.

9 horas no conforto de onibus semi-leito, com piadinhas do Mr Grace, e voltei ao velho mundo, cheio de novas experiências e pensamentos!! Apaixonado pelo mundo do mergulho... apaixonado pelo fundo do mar!!

Amei esse mundo novo, que não conhece a terra de gigantes... que não discrimina, condição social, religião, nacionalidade, ou raça... fui fisgado pelo fundo do mar.
Fim do primeiro capítulo de minhas aventuras de mergulho, espero ter mais para publicar em breve!!
Comentem...
Abraço,
Leandro Marçal

quinta-feira, outubro 04, 2007

O mundo é Tridimensional!!!


Acima a Turma do Mergulho!! Mergulhadores da Deep Sea que fizeram checkout naquele final de semana!!


Dia seguinte, mais dois mergulhos ambos cedo... beleza, peguei bem no café da manhã e entrei no camila II, trambolo de barco, uma escuna... muito mais gente junto conosco e o outro grupo fazendo um grito de guerra que me lembrou os tempos "ridículos" das gincanas escolares, um inconveniente aqui, outro acolá, um tal de Mr. Grace que queria aparecer, mas tudo corria bem. Nosso grupo pouco se importava com tais fatos!


Após montar o equipamento, e me ajeitar sem nenhum mico na roupa, estava pronto! Um fato me chamou muito a atenção, tinham falado tanto que seria complicado vestir aquele trambolho de neoprene no dia seguinte porque estaria molhada que esperava mais micos, mas acho que devido a tantas ameaças internas a roupa me aceitou bem.


E lá fomos nós para 10... 12m... poucos exercícios e fomos ver a vida... um peixe frade lindo, pedras de várias formas, e já estava melhor sem precisar de corrimão submarino.. rsrs... e foi ali que descobri que podia voar... nadava rapido, devagar... subia... descia.. rasantes... girava... rodopiava que delícia.. o limite eu impunha.. imagine poder "andar" acima de alguém ou abaixo, o mundo é tridimensional... uhuuu... claro, quanto mais rápido eu "peladava" mais rápido ia o ar embora, dentro de mim ecoava um pensamento, eu só quero é ser feliz... quanta variedade, a água menos gelada e eu com muito mais disposição... que lindo, mergulho marvilhoso, no final ainda consegui ficar paradinho, dominei a técnica do mergulho autônomo e com 70bar no cilindro de volta a superficie...
Depois mando o último mergulho... do final de semana!
Comentem...

quarta-feira, outubro 03, 2007

Cavalos Marinhos



Aqui a foto histórica do retorno do Chekout! I'm a real DIVER now!!


Continuando...



Conversa vai, conversa vem... histórias de mergulhadores, todos trocando experiências e ouvimos um monte de reclamações sobre nosso mergulho "tipo cavalo marinho", pois estavamos procurando um corrimão lá embaixo e estavamos perdidos com nossas mãos...





Após alguma espera e nada de lanchinho, quase uma hora depois, vamos pro segundo mergulho... e depois de mais alguns exercícios quase noite e um frio do caramba, finalizamos um rápido mergulho para "cumprir" tabela...





..e conhecemos cavalos marinhos, um laranja e outro amarelo estavam quietos presos a um tronco, toquei eles com as mão que nem se impotaram com meu toque ou minha presença ali, estavam quietinhos... mas foi engraçado o instrutor (Marcão).. ele fez uma baita festa quando encontrou esses dois cavalinhos, também passou um trombeta lindo e já era hora de subir...



Enquanto subia pensava comigo que o sacrifício da roupa valeu a pena, mas o frio que estava sentindo já tinha me motivado mesmo a sair da água. Será que todos os mergulhor irei passar frio deste jeito? Preciso mesmo comprar uma boa roupa úmida de neoprene, ou uma semi-seca, porque deste jeito num vou aguentar...





Naquele momento voltei Pensamento focado em um banho quente e no jantar...



...de volta a pousada, após descer no pier, ainda estava impressionado com a produtividade de meus mergulhos livres, e o incrível benefício de não ter que vestir a tal da roupa, após, esticar e puxar, tirei e lavei aquele troço, pendurei na varanda da pousada prometendo em minha mente que se me desse trabalho denovo ia tacar fogo!!




Após um banho quente e um generoso jantar, dormi exausto... ainda lembrando das estórias que o pessoal do avançado voltou contando sobre o mergulho noturno, interessante... será meu próximo curso??



Comentem!!



Leandro

segunda-feira, outubro 01, 2007

Meu primeiro mergulho autônomo



Aqui em cima uma foto histórica pagando o mico de colocar a roupa...


Mais tarde depois de "pegar bem" no almoço, segui pelo taxi-boat recanto dos pássaros até a ponta do aripeba, nervoso preocupado com o check-out... ai meu Deus.


Iniciamos a montagem do equipamento, estava "safo"... treinado! Em instates estava pronto, orgulhoso de mim mesmo, deitei meu cilindro e peguei o traje de neoprene, pensei que fosse fácil vestir o "troço", o que foi aquilo, estica... puuuuxaaa... empuuuurrrraaa.... arf.. arf.. arf...

Gafe 1... tava ao contrário... o fechamento é nas costas... aaarrrrgggghhhh... lá vamos nós denovo, tira tudo, empura, estica, puxa.... na segunda tentativa,


Gafe 2... num entra o pé direito, após reclamar em alto e bom som, alguem alertou.. ei.. você esta colocando o é no lugar do braço... ai que ódio... e que vergonha... tudo bem... tentativa numero tres e pronto, algém pode fechar o zíper das minhas costas?? grrrrr... irritado terminei de me vestir.

O instrutuor passava as orientações, e eu ainda irritado pensando no "mico" da roupa... até o momento de cair na água recapitulei os passos em cima do barco, vesti o equipamento e após um "passo de gigante" conheci verdadeiramente o mundo do mergulho... descemos a quase 6 metros num fundo claro, e uma água azul, o frio e a água gelada me lembravam bem onde eu estava, e aquela roupa (que me irritou) me ajudava, porém não resolvia... estava batendo os dentes no fundo do mar... aquilo que sempre percebi como o "piso" por cima dos barcos, aprendi que é o "teto"... fantástico...

Exercício aqui, outro ali... e um pouco de turismo, vimos uns peixinhos, conheci o pepino do mar (pensei que fosse uma lesma), e até o carangueijo aranha, fizemos gracinhas com as estrelas e finalmente subimos, eu já estava morrendo de frio e até agradeci por ter subido... quase 40 minutos e meus medos tinham passado (embora eu ainda estava irritado com a roupa).
Confesso... eu tinha medo das vidas marinhas... ali percebi que ele tinha passado... Também tinha medo de não consequir compensar (equalizar a pressão dos ouvidos) e foi moleza... tinha medo de não conseguir flutuar corretamente, mas eu flutuei... dificil mesmo foi vestir o macacão de neoprene!!
Daqui a pouco conto do intervalo de superfície e o segundo mergulho do sábado!!
Até lá,
Abraços

Leandro "Diver morrendo de Frio" Marçal

quinta-feira, setembro 27, 2007

Mergulho Livre




Como eu disse em minha publicação anterior,

Algumas vidas me chamaram atenção...

Aconteceu na praia em frente a pousada.

Primeiro um mergulho livre(Sem Cilindro), eu, minha motivação, minha máscara e meu snorkel... eu vi... várias espécies de peixes e corais coloridos, e conheci um simpático carangueijo, que lutava por sua comida enquanto os outros peixes tentavam pegá-la... além disso sua relação comigo foi clara, quanto mais perto eu chegava, mais ele se escondia na areia do fundo so saco do bananal em ilha grande...rsrs

Depois não contente fui as pedras do extremo direito da praia... que lindas as variedades de sargentinho e donzelinhas, um passeio com os peixes coió.. no peito, no snorkel...

Ainda faltava o outro extremo da praia para finalizar meu mergulho livre, e fui longe com a cara e a coragem só... eu desci e vi uma tartaruga-pente... que com sua amiga nadava entre olhares e braçadas, puxa como era rápida com o perdão do trocadilho de "tartaruga" num tinham nada... e nadamos até minha exaustão onde as deixei seguir seu caminho longe dos meus olhos... depois até tentei encontrá-las novamente, mas não tive sucesso!

No caminho encotrei um peixe-trombeta, fino, comprido... amarelo de olhos azuis, passei e fui por meu caminho, alguns coiós, e até um peixe espada de filo azul, rumo a areia e finalizei minha sessão muito produtiva de mergulho livre!

Mais tarde depois de "pegar bem" no almoço, segui pelo taxi-boat recanto dos pássaros até a ponta do aripeba, nervoso preocupado com o check-out... ai meu Deus.

Na próxima inicio a contar o mergulho autônomo e o check-out.

Até lá,

Leandro

segunda-feira, setembro 24, 2007

Fundo do Mar




Foi assim...
Muitas horas de aula, piscina e treinos cheguei a imensidão azul,

Tive algumas dúzias de medos, de não conseguir Equalizar(compensar), de não saber nadar,
flutuar, respirar, de esquecer alguma coisa na hora de montar, e até mesmo de não conseguir
pagar...

Mas dificil mesmo foi vestir a roupa... eita troço complicado, depois de muito estica-e-puxa, e
alguns palavrões, me vesti... cansado, suado, com calor dentro de 5mm de borracha neoprene. Sem paciência e irritado foi que caí na água e conheci um novo mundo!
Pense num lugar onde todos podem voar, você pode fazer o que quiser menos ficar sozinho!! A vida é tridimensional e com algumas pernadas e o apertar de um botão pode chegar ao limite do céu, ou ao limite do chão!!

O Frio é frio para todos, o bonito é bonito para todos, aqueles seres vivos não querem saber se
você é rico ou pobre, feio ou bonito, negro ou Japa... eles simplesmente estão ali, ostentando
sua sobrevivência, alguns com centenas de anos, outros com horas de vida...

Ninguém quer saber se sua roupa é nova, seu celular é o último modelo ou se seu carro é do
ano... o lance é viver bem!! E todos vivem... entre eles e você há uma relação de vida, de
respeito uns com os outros e todos com o meio que compartilham.

E por aí vai.. vai voando nas pernadas da imaginação, entre os olhares entre as pedras e as
correntes de água quente... a visibilidade perfeita, e a água azul...

Algumas vidas me chamaram atenção...

Mas isso é assunto para outro blog! Comentem!

Abraços,

Leandro

quinta-feira, setembro 06, 2007

Cursos


Cursos...
Isso mesmo, mas não tô falando de curso de rio... curso do vento, do mar ou da vida.
To falando de sentar numa sala durante um pequeno periodo de tempo e absorver uam coisa nova, em aprender algo diferente.
É chegada a época dos CURSOS.
Uma porrada deles, apareceu um momento em que a vida se encheu... são de vários tipos sistemas, servidores, bancos de dados, programação, mergulho... tudo na tentativa de mudar e chacoalhar um pouco a vida, chacoalhar como quem o faz com uma árvore para recolher os frutos que cairam no chão.
Tem alguns técnicos pra caramba, que irão agregar a ajudar... certificação talvez, mas com calma.. MCDBA é bacana e dificil de conseguir, mas quem é que pensa que eu gosto de coisas fáceis tá enganado... vou me enfiar nisso!! Depois que tal um ITIL? hummm... SQL 2005 tá no pacote, acho que faltará pouco para conseguir essa... mas precisa mesmo é de coragem e muito esforço... vamos nessa!!

Já que o assunto de hoje são os cursos tem um de mergulho pintando por aí... será que dessa vez sai? Batismo em ilha grande... acho que será tudo de bom. Assim curso pra diversão, curso para aprendizado, curso para retorno financeiro...
Tem pra tudo que é gosto, cursos são ótimos para chachoalhar, então... let's go!
Aprenderei mais sobre servidores Win2003, me certificarei no conhecido SQL, e me divertirei com um PADI... uhuu...
O preço?? Ah.. isso é outro assunto, troquei o investimento do conforto por um investimento no futuro... pra quem não sabe estava sonhando com um outro carro, mas abri mão em troca de uma melhoria significativa no currículum e um novo prisma de diversão.
caramba, tenho um amigo que me diz que é impossível eu conseguir escrever um texto pequeno. Acho que ele tem razão, era pra ser meia duzia de palavras e olha 'so o tamanho que ficou isso aqui.
Vou nessa, sigam-me os bons!!
Abraço,
Leandro

segunda-feira, agosto 27, 2007

Melancolia profissional

Nova fase na vida, parece animador... O nome deste blog diz tudo, The Survivor... that's me!

Estou aqui tentando reativar este endereço... tentar provar pra mim mesmo que consigo ter momentos de reflexão e compartilhá-los com o mundo.

Muita gente torceu pela minha queda, algumas pessoas até lutaram pra me derrubar... e foi assim. A queda não desanimou... a poeira foi sacudida e a volta por cima está dada....

Mas quem é que queria dar? Queria mesmo era ter ficado em paz... a falta de compreensão e visão, plantou ódio em corações alheios... este sentimento se infiltrou em pessoas que se diziam irmãs, amigos, companheiros para toda vida.

A Cada dia as pessoas decepcionam, e até as perdoarei, assim que conseguir arrancar suas venenosas flexas que sangram meu coração e infectam meu sangue com seu ódio venenoso.

Por muito tempo fiquei calado, mantive páginas em branco e escondi minhas melancolias, hoje coloco em palavras algumas delas... a dor da rejeição daqueles que confiei e amei, a quem chamei de amigos e irmãos. Por muitos dias tudo que me coube foi o silencio, mesmo porque nem tinha pra quem reclamar...

A vida não precisa ser feita de guerras ou batalhas, não precisava ser assim... agora cá estou, celebrando pra mim mesmo e para os mais próximos o futuro promissor, a volta por cima e a alegria de um novo ambiente. Onde finalmente não tenho que me preocupar em ser ou não um alvo, pelo contrário sou uma referencia positiva.

Trabalhador, sério, questionador, um cara diferente... sempre fui mesmo em todos os lugares que passei o sucesso me marcou, aumentos, promoções e vitórias... várias... graças a Deus e a meu esforço próprio.

Não sinto falta de muitas coisas, mas sinto por não poder olhar pra mesa de trás e ver carinho de verdade, amizade sincera, cumplicidade, simplicidade... sinto falta da comida, dos amigos, do poder de ajudar a todos...

Abrir a mente, pensar pra frente, olhar pro futuro... pro profissional foi melhor, está sendo e será melhor sem dúvida... pra pessoa... ah.. pra este cara, por mais que esteja tudo numa boa, sentirá sempre falta de um punhado de bons amigos, e alguns puxões de orelhas.

Não poder mudar isso é o que dói, ter um trabalho perfeito, impecável, que por tão bem feito acabou e qualquer um com garra pode tocá-lo... muitos falavam de mim, agora quero ver quem consegue ser eu...

"Falar de mim é fácil, quero ver é ser eu!" - Anonimo (mas muito usado por mim)

Bom... vou reiniciar meu micro pq já está travando... e ... "Reiniciar e beber água não faz mal a ninguém"... hehe.. essa é minha.

Fui

(...)

Até a próxima ... p p pes-soal.
Ocorreu um erro neste gadget