segunda-feira, outubro 01, 2007

Meu primeiro mergulho autônomo



Aqui em cima uma foto histórica pagando o mico de colocar a roupa...


Mais tarde depois de "pegar bem" no almoço, segui pelo taxi-boat recanto dos pássaros até a ponta do aripeba, nervoso preocupado com o check-out... ai meu Deus.


Iniciamos a montagem do equipamento, estava "safo"... treinado! Em instates estava pronto, orgulhoso de mim mesmo, deitei meu cilindro e peguei o traje de neoprene, pensei que fosse fácil vestir o "troço", o que foi aquilo, estica... puuuuxaaa... empuuuurrrraaa.... arf.. arf.. arf...

Gafe 1... tava ao contrário... o fechamento é nas costas... aaarrrrgggghhhh... lá vamos nós denovo, tira tudo, empura, estica, puxa.... na segunda tentativa,


Gafe 2... num entra o pé direito, após reclamar em alto e bom som, alguem alertou.. ei.. você esta colocando o é no lugar do braço... ai que ódio... e que vergonha... tudo bem... tentativa numero tres e pronto, algém pode fechar o zíper das minhas costas?? grrrrr... irritado terminei de me vestir.

O instrutuor passava as orientações, e eu ainda irritado pensando no "mico" da roupa... até o momento de cair na água recapitulei os passos em cima do barco, vesti o equipamento e após um "passo de gigante" conheci verdadeiramente o mundo do mergulho... descemos a quase 6 metros num fundo claro, e uma água azul, o frio e a água gelada me lembravam bem onde eu estava, e aquela roupa (que me irritou) me ajudava, porém não resolvia... estava batendo os dentes no fundo do mar... aquilo que sempre percebi como o "piso" por cima dos barcos, aprendi que é o "teto"... fantástico...

Exercício aqui, outro ali... e um pouco de turismo, vimos uns peixinhos, conheci o pepino do mar (pensei que fosse uma lesma), e até o carangueijo aranha, fizemos gracinhas com as estrelas e finalmente subimos, eu já estava morrendo de frio e até agradeci por ter subido... quase 40 minutos e meus medos tinham passado (embora eu ainda estava irritado com a roupa).
Confesso... eu tinha medo das vidas marinhas... ali percebi que ele tinha passado... Também tinha medo de não consequir compensar (equalizar a pressão dos ouvidos) e foi moleza... tinha medo de não conseguir flutuar corretamente, mas eu flutuei... dificil mesmo foi vestir o macacão de neoprene!!
Daqui a pouco conto do intervalo de superfície e o segundo mergulho do sábado!!
Até lá,
Abraços

Leandro "Diver morrendo de Frio" Marçal

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget