segunda-feira, julho 27, 2009

Caique 0.1

(clique no link acima para acessar todas as fotos da festinha)



Foi o primeiro ano do meu afilhado... foi um show!

A Su e o Tom estavam demais, eu fui o palhaço! O mais infeliz deles pois as crianças ficaram com medo..rs.. o Caique ficou com medo.

Mas brincamos e nos divertimos, a flor que joga àgua, a espuma de festa, estar com meus queridos, matar um pouco da minha saudade desta familia que amo tanto.

O Caique foi um show à parte, se teve alguém que fez farra foi ele... ficou maluco na piscina de bolinhas, já está quase andando e o "padrinho coruja" aqui ficou todo orgulhoso babando nele.

Arrastei a Celma e o Cleiton comigo assim não me deixaram pagar mico sozinho.. hehe..

Com muito carinho que publico as fotos da festinha.


Leandro Marçal - Padrinho do Caique.

quarta-feira, julho 22, 2009

O Vaidoso

Extraído do livro "O Pequeno Príncipe" de Antoine de Saint-Exupéry (1900-1944), página 42.

Pra quem não conhece este livro, é bem antigo e é indicado para crianças embora alguém me indicou (valeu Sam).

Extraí um pedaço que mexeu um pouco com minha zona de conforto em minha busca interna por meu ponto de equilíbrio. Só para situar é um menino que vive em um planeta só dele, e um dia ele sai em busca de outros planetas habitados por diversas outras pessoas, e até chegar a Terra passa por planetas habitados por uma só pessoa, o primeiro visitado era de um Rei de um planeta que só tinha ele, e o segundo...

(...)
O segundo planeta era habitado por um vaidoso.
- Ah! Ah! Um admirador vem visitar-me! - exclamou à distância o vaidoso, mal avistara o princepezinho.

Porque, para os vaidosos, os outros homens são seus admiradores.
-Bom dia - Disse o pequeno prícipe.
- Tu tens un chapéu engraçado.
- É para agradecer - exclamou o vaidoso.
- Para agradecer quando me aclamam. Infelizmente não passa ninguém por aqui.
- Ah é? - disse o pequeno principe sem compreender.
- Bate tuas mãos uma na outra - sugeriu o vaidoso.

O principezinho bateu as mãos uma na outra. O vaidoso agradeceu modestamente, erguendo o chapéu.

Ah, isso é mais divertido que a visita ao rei, disse para si próprio. E recomeçou a bater as mãos uma na outra. O vaidoso tornou a a agradecer, tirando o chapéu.
Após cinco minutos de exercício, o principezinho cansou-se com a monotonia daquele jogo:
- E para o chapéu cair - perguntou ele -, que é preciso fazer?
Mas o vaidoso não ouviu. Os vaidosos só ouvem os elogios.

- Não é verdade que tu me admiras muito? - perguntou ele ao pequeno príncipe.
- O que quer dizer admirar?
- Admirar significa reconhecer que eu sou o homem mais belo, mais bem-vestido, mais rico e o mais inteligente de todo o planeta.
- Mas só tu moras no teu planeta!
- Dá-me este prazer. Admira-me assim mesmo!
- Eu te admiro - disse o principezinho, dando de ombros.
- Mas de que te serve isso?
E o pequeno príncipe foi-se embora.
"As pessoas grandes são de fato muito estranhas", pensou ele continuando sua viagem.
(...)

Para refletir.

Acho que todo mundo tem um pouco deste vaidoso dentro de nós, alguns tem mais, outros menos... eu tenho pra caramba.. hehe..



-- Leandro Marçal - Zidanehttp://leandromarcal.blogspot.com

quinta-feira, julho 16, 2009

Jantar com um Zé Ruela

Recebi este de uma amiga no final do ano passado(Sil, obrigado), estes dias estava "re-lendo" e acabei gargalhando no meio do expediente.
É longo pra caramba, mas muito engraçado.

Leandro

-----------------------------------------------------------------------------------------------
Quando um homem chama uma mulher para sair, não sabe o grau de estresse que isso desencadeia em nossas vidas.

Você, mulher, está flertando um Zé Ruela qualquer. Com sorte, ele acaba te chamando para sair. Vamos supor, um jantar. Pronto, acabou seu último minuto de paz. Ele diz, como se fosse a coisa mais simples do mundo 'Vamos jantar amanhã?'. Você sorri e responde, como se fosse a coisa mais simples do mundo: 'Claro, vamos sim'.
Pronto! Começou o inferno na Terra. Foi dada a largada. Você começa a se reprogramar mentalmente e pensar em tudo que tem que fazer para estar apresentávelaté lá.

Cancela todos os seus compromissos canceláveis e começa a odisséia.
Evidentemente, você também pára de comer, afinal, quer estar em forma no dia do jantar e mulher sempre se acha gorda. Daqui pra frente, você começa a fazer a dieta do queijo: fica sem comer nada o dia inteiro e quando sente que vai desmaiar come uma fatia de queijo. Muito saudável.

Primeira coisa: fazer mãos e pés. Quem se importa se é inverno e você provavelmente vai usar uma bota de cano alto? Mãos e pés tem que estar feitos - e lá se vai uma hora do seu dia. Vocês (homens) devem estar se perguntando 'Mão tudo bem, mas por que pé, se ela vai de botas?' Lei de Murphy. Sempre dá merda. Uma vez pensei assim e o infeliz me levou para um restaurante japonês daqueles em que tem que tirar o sapato para sentar naqueles tatames. Tomei no cu bonito! Tive que tirar o sapato com aquela sola do pé cracuda, esmalte semi-descascado e cutícula do tamanho de um champignon! Para nossa paz de espírito, melhor fazer mão e pé, até porque boa parte dessa raça tem uma tara bizarra por pé feminino.
OBS: Isso me emputece. Passo horas na academia malhando a bunda e o desgraçado vai reparar justamente onde? Na porra do pé! Isso é coisa de... Melhor mudar de assunto.

As mais caprichosas, além de fazer mão e pé, ainda fazem algum tratamento capilar no salão: hidratação, escova, corte, tintura, retoque de raiz, etc. Eu não faço, mas conheço quem faça. E nessa se vai mais uma hora do seu dia.

Dependendo do grau de importância que se dá ao Zé Ruela em questão, pode ser que a mulher queira comprar uma roupa especial para sair com ele. Mais horas do seu dia. Ou ainda uma lingerie especial, dependendo da ocasião. Pronto, mais horas do dia. Se você trabalha, provavelmente vai ter que fazer as unhas na hora do almoço e correr para comprar roupa no final do dia em um shopping.

Ah sim, já ia esquecendo. Tem a depilação. Essa os homens não podem nem contestar. Quem quer sair com uma mulher não depilada, mesmo que seja apenas para um inocente jantar? Lá vai você depilar perna, axila, virilha, sobrancelha etc, etc. Tem mulher que depila até o ...! Mulher sofre! E lá se vai mais uma hora do seu dia. E uma hora bem dolorida, diga-se de passagem.

Parabéns, você conseguiu montar o alicerce básico para sair com alguém. Pode ir para a cama e tentar dormir, se conseguir. Ah sim, você vai dormir, COM FOME. A dieta do queijo continua.
Dia seguinte. É hoje seu grande dia.

Geralmente, o Zé Ruela não comunica onde vai levar a gente. Surge aquele dilema da roupa. Com certeza você vai errar, resta escolher se quer errar para mais ou para menos. Se te serve de consolo, ele não vai perceber. Aliás, ele não vai perceber nada. Você pode aparecer de Armani ou enrolada em um saco de batatas, tanto faz. Eles não reparam em detalhe nenhum, mas sabem dizer quando estamos bonitas (só não sabem o porquê). Mas, é como dizia Angie Dickinson: 'Eu me visto para as mulheres e me dispo paraos homens'.

Não tem como, a gente se arruma, mesmo que eles não reparem. E não adianta pedir indicação de roupa para eles, os malditos não dão sequer uma pista! Claro, para eles é muito simples, as madames só precisam tomar uma chuveirada, vestir uma camisa pólo e uma calça e estão prontos, seja para o show de rock, seja para um fondue. Nesse pequeno cérebro do tamanho de um caroço de uva só existem três graduações de roupa: bermuda + chinelo, jeans + pólo, calça social + camisa social. Quando você pergunta se tem que ir arrumada é quase certo que o Zé abra a boca e diga 'sei lá, normal, roupa normal'. Eles não sabem que isso não ajuda em nada?

Escolhida a roupa, com a resignação que você vai errar, para mais ou para menos, vem a etapa do banho. Óleos, sabonetes aromáticos, esfoliação (horrível que seja com 's', né? deveria ser com 'x'), etc. E o cabelo? Tem que fazer uma lavagem especial, com cremes e etc. E depois ainda vem a chapinha, prancha e/ou secador.

Depois do banho e do cabelo, vem a maquiagem. Nessa etapa eu perco muito tempo. Lá vai a babaca separar cílio por cílio com palito de dente depois de passar rímel. Melhor nem contar tudo que eu faço em matéria de maquiagem, se não vocês vão me achar maluca, digo, mais maluca.

Como dizia Napoleão Bonaparte, 'Mulheres tem duas grandes armas: lágrimas e maquiagem'. Considerando que não faço uso das primeiras, me permito abusar da segunda. Se você for uma pessoa normal, não perde nem vinte minutos passando maquiagem.

Depois vem a hora de se vestir. Homens não entendem, mas tem dias que a gente acorda gorda. É sério, no dia anterior o corpo estava lindo e no dia seguinte... PORCA! Não sei o que é (provavelmente nossa imaginação), mas eu juro que acontece. Muitas vezes você compra uma roupa para um evento, na loja fica linda e na hora de sair fica um cu. Se for um desses dias em que seu corpo está um cu e o espelho está de sacanagem com a sua cara, é provável que você acabe com um pilha de roupas recusadas em cima da cama, chorando, com um armário cheio de roupa gritando 'EU NÃO TENHO ROOOOOUUUUUPAAAA'.

O chato é ter que refazer a maquiagem. E quando você inventa de colocar aquela calça apertada e tem que deitar na cama e pedir para outro ser humano enfiar ela em você? Uma gracinha, já vai para o jantar lacrada a vácuo. Se espirrar a calça perfura o pâncreas. Ok, você achou uma roupa que ficou boa. Vem o dilema da ligerie. Salvo raras exceções, roupa feminina (incluindo lingerie) ou é bonita, ou é confortável. Você olha para aquela sua calcinha de algodão do tamanho de uma lona de circo. Ela é confortável. E cor de pele. Praticamente um método anticoncepcional. Você pensa 'Eu não vou dar para ele hoje mesmo, que se foda'. Você veste a calcinha. Aí você começa a pensar 'E se mesmo sem dar para ele, ele pode acabar vendo a minha calcinha... Vai que no restaurante tem uma escada e eu tenho que subir na frente dele... se ele olhar para essa calcinha, broxará para todo o sempre comigo...'. Muito puta da vida, você tira a sua calcinha amiga e coloca uma daquelas porras mínimas erendadas, que com certeza vão ficar entrando na sua bunda a noite toda. Melhor prevenir. Nessas horas a gente emburrece e acha que qualquer deslize que fizer vai espantar o sujeito de forma irreversível. Os sapatos. Vale o mesmo que eu disse sobre roupas: ou é bonito, ou é confortável. FATO: Lei de Murphy impera. Com certeza me vai ser exigido esforço da parte comprometida pelo desconforto. Ex: Vou com roupa confortável e sapato assassino.

Certeza que no meio da noite o animal vai soltar um 'Sei que você adora dançar, vamos sair para dançar! Eu tento fazer parecer que as lágrimas são de emoção. Uma vez um sapato me machucou tanto, mas tanto, que fiz um bilhete para mim mesma e colei no sapato, para lembrar de nunca mais usar! Porque eu não dei o sapato? Porra... me custou muito caro. Posso não usá-lo, mas quero tê-lo. Eu sei, eu sei, materialista do caralho. Vou voltar como besouro de esterco na próxima encarnação e comer muito cocô para ver se evoluo espiritualmente! Mas por hora, o sapato fica.

Só quero que os homens saibam que é um momento tenso para nós e que ralamos bastante para que tudo dê certo. O ar de tranquilidade que passamos épura cena. Sejam delicados e compareçam aos encontros que marcarem, ok? E se possível, marquem com antecedência, para a gente ter tempo de fazer nosso ritual preparatório com calma...

Apesar do texto enorme, quero deixar claro que o que eu coloquei aqui é o mínimo do mínimo. Existem milhões de outras providências que mulheres tomam antes de encontros importantes: clarear pêlos (vulgo 'banho de lua'), fazer drenagem linfática, baby liss... enfim, uma infinidade de nomes que homem não tem a menor idéia do que se trata.

Depois que você está toda montadinha, lutando mentalmente com seus dilemas do tipo 'será que dou para ele? É o terceiro encontro, talvez eu deva dar...' começa a bater a ansiedade. Cada uma lida de um jeito. Eu, como boa loser que sou, lido do pior jeito possível. Tenho um faniquito e começo a dizer que não quero ir. Não para ele, ligo para a infeliz da minha melhor amiga e digo que não quero mais ir, que sair para conhecer pessoas é muito estressante, que se um dia eu tiver um AVC é culpa dessa tensão todaque eu passei na vida toda em todos os primeiros encontros e que quero voltar tartaruga na próxima encarnação. Ela, coitada, escuta pacientemente e tenta me acalmar.

Agora imaginem vocês, se depois de tudo isso, o filho da puta liga e cancela o encontro? 'Surgiu um imprevisto, podemos deixar para semana que vem?'. Claro, na cabecinha deles não custa nada mesmo, eles acham que é simples, que a gente levantou da cama e foi direto pro carro deles. Se eles soubessem o trabalho que dá, o estresse, o tempo perdido... nunca ousariam remarcar nada. Se fode aí! Vem me buscar de maca e no soro, mas não desmarque comigo! Até porque, a essas alturas, a dieta radical do queijo está quase te fazendo desmaiar de fome, é questão de vida ou morte a porra do jantar!

NÃO CANCELEM ENCONTROS A MENOS QUE TENHA ACONTECIDO ALGO MUITO, MUITO, MUITO GRAVE!
A GENTE SE MOBILIZA DEMAIS POR CAUSA DELES!

Supondo que ele venha. Ele liga e diz que está chegando. Você passa perfume, escova os dentes e vai. Quando entra no carro já toma um eufemismo na lata 'MMM... tá cheirosa!' (tecla sap: 'Passou muito perfume, porra'). Ele nem sequer olha para a sua roupa. Ele não repara em nada, ele acha que você é assim ao natural. Eu não ligo, acho homem que repara muito meio viado, mas isso frustra algumas mulheres. E se ele for tirar a sua roupa, grandes chances dele tirar a calça junto com a calcinha e nem ver. Pois é, minha amiga, você passou a noite toda com a rendinha atochada no rego (que por sinal custou muito caro) para nada. Homens, vocês sabiam que uma boa calcinha, de marca, pode custar o mesmo que um MP4? Favor tirar sem rasgar.

Quando é comigo, passo tanto estresse que chego no jantar com um pouco de raiva do cidadão. No meio da noite, já não sinto mais meus dedos do pé, devido ao princípio de gangrena em função do sapato de bico fino. Quando ele conta piadas e ri eu penso 'É, eu também estaria de bom humor, contando piada, se não fosse essa calcinha intra-uterina raspando no colo do meu útero'. Sinto o estômago fagocitando meu fígado, mas apenas belisco a comida de leve. Fico constrangida de mostrar toda a minha potência estomacalassim, de primeira.

Para finalizar, quero ressaltar que eu falei aqui do desgaste emocional e da disponibilidade de tempo que um encontro nos provoca. Nem sequer entrei no mérito do DINHEIRO. Pois é, tudo isso custa caro. Vou fazer uma estimativa POR BAIXO, muito por baixo, porque geralmente pagamos bem mais do que isso e fazemos mais tratamentos estéticos:

Roupa........................................................... R $150,00
Lingerie..........................................................R $50,00
Maquiagem.....................................................R $50,00
Sapato............................................................R $150,00
Depilação........................................................R $50,00
Mão e pé.........................................................R $15,00
Perfume..........................................................R $20,00
Pílula anticoncepcional......................................R$15,00

Ou seja, JOGANDO O VALOR BEM PARA BAIXO, gastamos, no barato, R$500 para sair com um Zé Ruela. Entendem porque eu bato o pé e digo que homem TEM QUE PAGAR A CONTA? A gente gasta muito mais para sair com eles do que ele com a gente!

terça-feira, julho 07, 2009

As Metáforas

Todo mundo tem o direito de mudar...

Talvez este seja o único Post aqui que fala realmente mal de mim. Acho que preciso disso também, afinal sou muito bom em me "engrandecer" e mostrar a parte colorida da vida. Acredito que seja interessante mostrar também um pouco do lado cinza.

Sei de alguns defeitos meus, "mala" ou "metidinho", e isso tem incomodado antes de qualquer pessoa a mim mesmo.

Perdi oportunidades, pessoas, amores, prejuízo incalculável com este jeito de ser que admito ser horrível, mas é assim que sou.

Ando tentando pensar diferente, ser diferente, ser o que sou, estar onde estou não me agrada mais.

Acho que ficarei um tempo sem postar, preciso amadurecer algumas idéias, encontrar minha paz.


25 dicas para a vida e para ser mais feliz.



Seja ético.
A vitória que vale a pena é a que aumenta sua dignidade e reafirma valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta desejo de vingança.

Estude sempre e muito.
A glória pertence àqueles que têm um trabalho especial para oferecer.

Acredite sempre no amor.
Não fomos feitos para a solidão. Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você. Caso tenha se separado, curta a dor, mas se abra para outro amor.

Seja grato(a) a quem participa de suas conquistas.
O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados.

Eleve suas expectativas.
Pessoas com sonhos grandes obtêm energia para crescer. Os perdedores dizem: "Isso não é para nós". Os vencedores pensam em como realizar seu objetivo.

Curta muito a sua companhia.
Casamento dá certo para quem não é dependente.

Tenha metas claras.
A História da Humanidade é cheia de vidas desperdiçadas: amores que não geram relações enriquecedoras, talentos que não levam carreiras ao sucesso,etc. Ter objetivos evita desperdícios de tempo, energia e dinheiro.

Cuide bem do seu corpo e de sua mente.
Alimentação, sono e exercício são fundamentais para uma vida saudável. Seu corpo é seu templo. Gostar da gente deixa as portas abertas para os outros gostarem também.

Declare o seu amor.
Cada vez mais devemos exercer o nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor). Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais.

Amplie seus relacionamentos profissionais.
Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos.

Seja simples.
Retire da sua vida tudo o que lhe dá trabalho e preocupação desnecessários.

Não imite o modelo masculino do sucesso.
Aos homens que fizeram sucesso a custa de solidão e da restrição aos sentimentos. O preço tem sido alto: infartos e suicídios. Sem dúvida, temos mais a aprender com as mulheres do que elas conosco. Preserve a sensibilidade feminina - é mais natural e mais criativa.

Tenha um orientador.
Viver sem é decidir na neblina, sabendo que o resultado só será conhecido, quando pouco resta a fazer. Procure alguém de confiança, de preferência mais experiente e mais bem sucedido, pra lhe orientar nas decisões, caso precise.

Jogue fora o vício da preocupação.
Viver tenso e estressado está virando moda. Parece que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. Bobagem... Defina suas metas, conquiste-as e deixe as neuras para quem gosta delas.

O amor é um jogo cooperativo.
Se vocês estão juntos é para jogar no mesmo time.

Tenha amigos vencedores.
Aproxime-se de pessoas com alegria de viver.

Diga adeus a quem não o(a) merece.
Alimentar relacionamentos, que só trazem sofrimento é masoquismo, é atrapalhar sua vida. Se você estiver com um marido/mulher que não esteja compartilhando, empreste, venda, alugue, doe... e deixe o espaço livre para um novo amor.

Resolva!
A mulher/homem do milênio vai limpar de sua vida as situações e os problemas desnecessários.

Aceite o ritmo do amor.
Assim como ninguém vai empolgadíssimo todos os dias para o trabalho, ninguém está sempre no auge da paixão. Cobrar de si e do outro, viver nas nuvens é o começo de muita frustração.

Celebre as vitórias.
Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas. Grite, Sorria, encha-se de energia para os desafios seguintes.

Perdoe e perdoe-se!
Se você quer continuar com uma pessoa, esqueça o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também.

Arrisque!
O amor não é para covardes. Quem fica à noite em casa sozinho, só terá que decidir que pizza pedir. E o único risco será o de engordar.

Tenha uma vida espiritual!
Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer. Reze antes de dormir. Faz bem ao sono e a alma. Oração e meditação são fontes de inspiração.

Muita paz.
Aprender a olhar e a valorizar as pequenas coisas, como o voar de pássaro, a brisa.

Harmonia e amor... sempre.

Metáfora enviada por: José "Silva"
Autor desconhecido.

Retirado do site: http://www.tadashi.com.br/metaforas.asp?cod=51

Leandro Marçal - Zidane

segunda-feira, julho 06, 2009

Independência

Realizamos um churrasco independente no sábado, independente de nossas notas, o semestre acabou!

E a galera da FIAP foi ao palácio onde bebemoramos demais (até eu passei da conta)

Em homenagem a independência americana, e aos brothers que cantaram capital inicial, ao condomínio que me deu uma multa por bagunça... essa foi a música do dia... musica que fala muito comigo!


Independência - Capital Inicial

Composição: Dinho Ouro Preto / Fê Lemos / Loro Jones / Flávio Lemos / Bozo Barretti


Toda essa curiosidade
Que você tem pelo que eu faço
Eu não gosto de me explicar
Eu não gosto de me explicar...

Toda essa intensidade
Buscamos identidade
Mas não sabemos explicar
Mas não sabemos explicar...

Se paro e me pergunto
Será que existe alguma razão
Prá viver assim
Se não estamos
De verdade juntos...

Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós...

Toda essa meia verdade
A qual temos nos conformado
Só conseguimos nos afastar
Nós aprendemos a aceitar...

Tantas coisas pela metade
Como essa imensa vontade
Que não sabemos explicar
Que não sabemos saciar...

Se paro e me pergunto
Será que existe alguma razão
Prá viver assim
Se não estamos
De verdade juntos...

Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós
Procuramos independência
Acreditamos na distância entre nós...(2x)
Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade
Toda essa meia verdade
Tantas coisas pela metade
Toda essa curiosidade
Toda essa intensidade...

Valeeeeuuu!!!

Leandro Marçal - Zidane
http://leandromarcal.blogspot.com

quinta-feira, julho 02, 2009

Emoções

OOoooOOooOopaaa!!

Começo este mês pós turbulento dia dos namorados, mandando uma mensagem de um cardiologista (daqueles caras que fazem bem pro coração), famoso... coisa de velho, brega, etc.. mas médico é assim mesmo, dizem que os melhores são os que tem cabelos brancos.

Pra quem tem medo de amar, pra quem sofreu ou sorriu... e pra todos aqueles que vivem de lembranças...


Roberto Carlos - Emoções

Quando eu estou aqui
Eu vivo esse momento lindo
Olhando pra você
E as mesmas emoções
Sentindo...

São tantas já vividas
São momentos
Que eu não me esqueci
Detalhes de uma vida
Histórias que eu contei aqui...

Amigos eu ganhei
Saudades eu senti partindo
E às vezes eu deixei
Você me ver chorar sorrindo...

Sei tudo que o amor
É capaz de me dar
Eu sei já sofri
Mas não deixo de amar
Se chorei ou se sorri
O importante
É que emoções eu vivi...

São tantas já vividas
São momentos
Que eu não me esqueci
Detalhes de uma vida
Histórias que eu contei aqui...

Mas eu estou aqui
Vivendo esse momento lindo
De frente pra você
E as emoções se repetindo
Em paz com a vida
E o que ela me trás
Na fé que me faz
Otimista demais
Se chorei ou se sorri
O importante
É que emoções eu vivi...

Se chorei ou se sorri
O importante
É que emoções eu vivi...


E se o passado foi o emocionante, que o presente seja um ótimo presente... e que o futuro seja incerto, é nas incertezas da vida que vivemos com mais cautela.

Falando de emoções não poderia de deixar de falar do meu emocionante time!! ÉÉÉÉ Campeããããooo... ééééé campeããããooo... Este ano não tem pra ninugém, Felipe no gol tá incrível, parece até eu um pouco mais moreninho.. hehe...

Leandro Marçal
Zidane
Ocorreu um erro neste gadget