segunda-feira, setembro 27, 2010

Rudy Ruettiger

Quando era menor tive o prazer de assitir um filme chamado Rudy você pode ver do que se trata aqui


Vez ou outra olhamos para os 20% vazios do copo (se não sabe o que estou falando clique aqui), normal...


Foi marcante pra minha formação ter assistido este filme deixo aqui um pedaço pra inspiração:



Pra quem quiser assistir um pedacinho, pode conferir aqui e aqui

Esse cara que é um monstro e tem uma história de um sonho praticamente impossível me faz acreditar sempre na realização dos meus!! Referência motivacional aqui

Todos temos um Rudy dentro de nós!

I´m Rudy!

Abraços,

Leandro Marçal - Zidane

segunda-feira, setembro 20, 2010

PARA VIVER UM GRANDE AMOR

PARA VIVER UM GRANDE AMOR 
Por Vinicius de Moraes




Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa! é de colher... — não tem nenhum valor.

Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for. Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor, vos digo, é preciso atenção como o "velho amigo", que porque é só vos quer sempre consigo para iludir o grande amor. É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor. Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.

Para viver um grande amor, il faut além de fiel, ser bem conhecedor de arte culinária e de judô — para viver um grande amor.

Para viver um grande amor perfeito, não basta ser apenas bom sujeito; é preciso também ter muito peito — peito de remador. É preciso olhar sempre a bem-amada como a sua primeira namorada e sua viúva também, amortalhada no seu finado amor.

É muito necessário ter em vista um crédito de rosas no florista — muito mais, muito mais que na modista! — para aprazer ao grande amor. Pois do que o grande amor quer saber mesmo, é de amor, é de amor, de amor a esmo; depois, um tutuzinho com torresmo conta ponto a favor...

Conta ponto saber fazer coisinhas: ovos mexidos, camarões, sopinhas, molhos, strogonoffs — comidinhas para depois do amor. E o que há de melhor que ir pra cozinha e preparar com amor uma galinha com uma rica e gostosa farofinha, para o seu grande amor?

Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — pra não morrer de dor. É preciso um cuidado permanente não só com o corpo mas também com a mente, pois qualquer "baixo" seu, a amada sente — e esfria um pouco o amor. Há que ser bem cortês sem cortesia; doce e conciliador sem covardia; saber ganhar dinheiro com poesia — para viver um grande amor.

É preciso saber tomar uísque (com o mau bebedor nunca se arrisque!) e ser impermeável ao diz-que-diz-que — que não quer nada com o amor.

Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva oscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor.
Vinicius de Moraes

sexta-feira, setembro 17, 2010

domingo, setembro 12, 2010

Corrupção!



Adorei o museu da corrupção: http://www.muco.com.br/home.htm

O assunto é sério e chato, mas fizeram o possível pra não ser tão "sacal" pesquisar sobre o tema.

E fica a musiquinha que peguei lá mesmo pra dar uma descontraída. Por favor não esqueçam de NÃO votar no PT. 
Ah, lá no museu tem a casa das ferramentas, você pode usar pra se comunicar com seu governante, reclamar que ele anda colocando seu dinheiro na cueca, ou não está sabendo de nada que estão fazendo com o país que você entregou pra ele governar.

Divirtam-se e NÃO VOTEM NO PT!

Abraços,

Leandro
Ocorreu um erro neste gadget